História

Um Pouco de História

Esta seção traz um pouco do tempo que se passou de volta ao presente, para quem tem curiosidade, mas nunca teve a oportunidade de se informar sobre como este tradicional clube surgiu no cenário curitibano.

Através dos anos tem-se observado as constantes fusões entre diferentes clubes sociais e desportivos, objetivando criar um clube maior, melhor e mais forte.

Em 15 de fevereiro de 1939, numa histórica Assembléia Geral Extraordinária presidida pelo General Raimundo Sampaio (na época presidente do Círculo Militar do Paraná e, cumulativamente, da Sociedade Paranaense de Tênis e Hipismo), com a presença de 48 associados de ambas as agremiações, decidiu-se pela fusão das duas entidades, criando o Círculo Militar do Paraná.

Naquela histórica assembléia foi eleita uma diretoria transitória do Círculo Militar do Paraná, que ficou constituída por:

  • Presidente: General Raimundo Sampaio;
  • Vice-Presidente: Tenente Coronel Dimas Menezes;
  • 1º Secretário: Capitão Christóvão C. Faustino da Silva;
  • 2º Secretário: Luiz Mário Ascenção;
  • Tesoureiro: 1º Tenente Targino Antunes de Oliveira.

A primeira Sede Social do Círculo Militar do Paraná localizava-se na Rua Monsenhor Celso, 261, onde também funcionava a Tesouraria. A área da Sede Social foi cedida ao CMP em quatro de abril de 1939 por concessão da Prefeitura Municipal, pois até aquela data a área pertencia ao Passeio Público e era utilizada pela Sociedade Paranaense de Tênis e Hipismo.

Em quatro de abril de 1940 foi aprovado o projeto da nova Sede Social e atual, e em oito de agosto do mesmo ano, o Prefeito Municipal, Dr. Rosaldo de Mallo Leitão, assinou o Termo de Cessão de Usufruto da área para a construção da nova Sede Social. O prédio é considerado de preservação histórica pelo Instituto do Patrimônio Histórico do Paraná.

Nostalgia

Vitórias e conquistas

Comemorar o aniversário do Círculo Militar do Paraná é muito mais que uma simples data festiva para o sócio fundador General Ítalo Conti. Ele é um dos 325 militares que, em setembro de 1934, decidiram arranjar um local para confraternizar com os amigos e as famílias.

De acordo com seus depoimentos é possível perceber a importância da história do clube para Curitiba e Paraná. Na realidade, quando o assunto é esporte, o CMP tem uma boa participação nas conquistas nacionais em várias modalidades esportivas. E o legado continua. A cada dia, novos talentos iniciam suas atividades no clube para encantar o resto do mundo com suas impressionantes conquistas.

Confira alguns trechos da entrevista com Conti, feita em 28 de agosto de 2006, que guarda em sua memória o início da vida do gigante Círculo Militar do Paraná:
“Em 1934, foi inaugurado como Círculo Militar de Curitiba e ficava num tipo de apartamento próximo a Praça Carlos Gomes. Era lá que a gente se reunia principalmente para jogar carteado”, lembra. O clube dos amigos militares passou para outro apartamento na rua Monsenhor Celso até que, em 1939, o clube instala-se no local que hoje se encontra. “Na época, o hipismo era muito bem desenvolvido e praticado pelos Oficiais do Exército. Dessa união entre atletas e militares, surgiu a fusão entre a Sociedade Paranaense de Tênis e Hipismo e o Círculo Militar de Curitiba, surgindo o Círculo Militar do Paraná”, conta o General. “Tudo era ainda muito precário, até que o clube ganhou a sede própria em 1941 no local onde ficava a Sociedade Paranaense de Hipismo. Aí sim ficou uma beleza. Eram bailes e festas que não acabavam mais, além do hipismo e o tênis, que continuavam muito fortes”.

Ponto badalado

Já na década de 1940, o Círculo Militar do Paraná tornou-se referência para toda a sociedade curitibana. Era onde aconteciam as festas mais comentadas.
“O ponto alto das festas da sociedade era, certamente, o Baile de Sete de Setembro. Vinha o governador do Estado e todas as autoridades, os militares usavam os uniformes brancos com as medalhas e condecorações e as mulheres ficavam dias se preparando para o evento”, lembra Ítalo.

Para Conti, um dos momentos mais marcantes do início da história do Círculo foi a inauguração das piscinas. “Foi o clube que construiu uma das primeiras piscinas da cidade. Lá aconteciam os desfiles das mulheres no verão, concursos de miss e todos os campeonatos de natação de importância nacional”, afirma.

Os sócios da época também aguardavam ansiosamente o carnaval chegar. Eram quatro dias de festa com os salões cheios e muita alegria. “No último dia, os clubes confraternizavam e faziam um baile só. Era muito animado”, relembra.

Militares e Civis

Para o General, a grande vantagem do Círculo Militar do Paraná é poder contar com a participação dos civis. “Foi a confraternização com a sociedade civil que deu o grande prestígio ao Clube”, opina. “No entanto, hoje, o número de civis é maior do que de oficiais, não se justifica a ausência dos militares. Faço um apelo para que eles reingressem no clube”, analisa.

O Clube ter conseguido chegar ao gigante que é hoje, segundo Ítalo Conti, é uma vitória de todos os presidentes que já passaram. “Tivemos a sorte de ter presidentes sempre muito ativos. Cada um que passou deixou um beneficio para os associados.

Conquistas

É difícil imaginar, mas a sede social, até o início da década de 1990, abrigava cavalos. A cada ano que entrava, o clube ganhava novidades, como ampliações, reformas e até a compra da sede campestre, para onde foi transferida a hípica.

O departamento de esportes, que teve início apenas com tênis e hipismo, passou a agrupar outras atividades e formar campões. O vôlei do Círculo, por exemplo, já entrou para a história nacional, ao formar campeões olímpicos. Outras modalidades como a esgrima, karatê, basquete, entre muitas outras que não ficam para trás. As atividades no Círculo Militar estão sempre em renovação. Ao vasculhar as antigas publicações de décadas passadas, é possível ver que os sócios já praticaram bolão (com equipes que conquistaram títulos nacionais) e até pára-quedismo e mergulho na sede social.

Os departamentos cultural e social também estavam sempre diversificando, com aulas de corte e costura, grandiosas festas de debutantes e inúmeros desfiles. As inaugurações de quadras e do suntuoso Palácio de Cristal, que é o ginásio Brigadeiro Arthur Carlos Peralta, também marcaram o desenvolvimento do clube.

Homenagem

Apenas o fato de estar com 91 anos com uma memória invejável, síndico de dois prédios, já faz do general Ítalo Conti um homem de muitas conquistas. No entanto, o fato de ter participado da Segunda Guerra Mundial como um vitorioso pracinha brasileiro torna-o um herói nacional.

“Participei como voluntário da Força Expedicionária Brasileira na Itália, com muitos companheiros do Círculo Militar também”, conta. Ao combater os alemães ao lado dos americanos, o general foi capitão de artilharia do Primeiro grupo, na Itália. “Eu estava presente em cada uma das operações”.

Participar da guerra, para ele, foi um momento muito importante da sua vida. E ele não foi sozinho, seu irmão também foi voluntário e até teve alguns ferimentos. Mas voltou para o Brasil são e salvo. “Quem ficou desesperada foi minha mãe, ao ver seus únicos dois filhos indo para a guerra”, relembra. Sobre os momentos de perigo na Itália, Ítalo garante que nenhum soldado temia. “O sentimento de cumprir o dever era maior do que o medo”, explica. Ao voltar para casa, Conti não parou de lutar. Foi um dos fundadores da Legião Paranaense dos Expedicionários e, ao lado do ex-governador Ney Braga, Foi o primeiro secretario de segurança do Paraná, ficando no cargo por dez anos. Em seguida, entrou na carreira política, e foi deputado federal por 16 anos. “Tenho muita saudade dos companheiros que se foram da época em, que participei da diretoria do clube”, diz o sócio-fundador do CMP, general Ítalo Conti.

logo inf

O Clube Círculo Militar do Paraná, é um dos clubes mais tradicionais em Curitiba, com mais de 80 anos, o CMP já faz parte da história do Paraná. Além da grande importância em nosso estado, o Círculo é também um dos gigantes do esporte nacional, tendo revelado grandes atletas, e até campeões olímpicos. Venha se associar, e faça parte dessa história você também!

  

NewsLetter

Notícias Recentes

Área Restrita